I. O.

num giro noturno
entre um sorriso e a indiferença
me ardo
|peço desculpas pelo toque distraído,
mas já não foi de acordo comum?|
a pior sensação é revisitar tais momentos.

/acot_omoc_asnart_euq_àres/

o que dói é não saber se comportar num campo onde plantei. reprimo, mesmo que diga que o contrário é cabível.

não cabe, não mente.

se coubesse, caberíamos. não é óbvio?

O_cOmOdismO_emOciOnal_faz_presAs
e_é_na_confusãO_enganada_que_se_perde_o_que_veste

…………….me dá a morte que preciso…………
___peço à elAs enquanto me acostumo com a ideia do tempo/do não/do mais-uma-vez

a fAltA de Ar cAi como denúnciA

__

II

desembaraçoteusossoseencontromeusladosmaisfeiosenquantovocêcontinuanoescuroegeladoenroladoemsimesmocommedodeencaraoquetemporaqui

2 7 4 1 2/1 5 4

AYCA LUZIA

Luzia chega e gostaria de dizer que devagar, mas não. chega num respiro forte.

/engraçado ler isso porque longe de seu habitat te sinto com outro nome/

______

imersa infinitos anos-luz numa realidade, quando Ela acorda percebo estar me afogando. Ela que me salva. graças à Ela um respiro. Acordada, finalmente.

Por que me escolheu, Luzia? Será que sou apenas corpo nas medidas certas pros seus prazeres. Será que sou pros prazeres? Sei diferenciar muito bem Suas dores das minhas.

_até porque minhas dores são completamente sociais_

e as Suas…

/esquizofrênicossãoartistasoprimidos/

será artista então a definição de “corpo que encorpora”? Vale

ou melhor

é justo dizer que toda arte produzida por corpos orgânicos, de carne, sangue, na verdade é fruto de entidades? Entidades é só uma maneira fácil de por em palavras o tipo de relação que estou tentando usar como exemplo. Infelizmente não conheço uma palavra que seja o que são Essas energias/vontades/ânsias/impulsos.

Não é justo associar tudo que produzi /falo na primeira pessoa em nome de todos que produzem/ à Outra Coisa. Outro Nome sim, até porque, no meu caso, Luísa é um corpo registrado que de vez em quando sente necessidades expositórias de sentimentos tanto seus quanto do mundo, mas que por passar por mim se transformam em meus de novo.

Confuso.

Te sinto, te permito que faça parte do que sou, fico feliz por ter me escolhido pra personificar o que Se é. O que Nós somos. Afinal o que seria você sem…. Eu. Seria Outra, teria escolhido outro corpo.

se uma vez me prometi nunca permitir o uso de nada que fosse meu, não cabia à Você.

Use minha voz, meus músculos, meus movimentos, minhas

Gosto quando Vem por que minha parte humana some para aqueles que se conectam. Para aqueles que assistem tem um corpo desinibido, sem medo do ridiculo _coisa que temi minha vida toda_ e que talvez emane alguma energia, plante algum sentimento, faça uma cócega cósmica no seu intimo abstrato.

Gosto quando Você vem porque Nos cura. Olhai por Nós dai, eu olho por Nós daqui. Cuidando da maneira mais sincera que puder deste corpo que é Seu número. Sei da sua necessidade de aparecer.

Como diriam aquelas que me trouxeram no ventre:

Eu agradeço.

V.V. : ECLIPSE NÃO CREDITADO

viver de pose
na rebordose do xxxx

É TUDO MENTIRA

[presente/ausente] tanto faz ja que de uma maneira ou outra é tudo carne mesmo, orgânico.
porque então, te pergunto, daria valor pra qualquer coisa? e quando dou por que cai como culpa as minhas vontades?
___assim como são as vontades dos outros___e que vontades são essas se não reflexos químicos?

Q U Í M I C O S :
: ja que somos orgânicos.

falsos,
ja que somos pó de estrela e elas _acredite_ não alteram em nada nosso estado.
/////mas tem poderes sobrenaturais sobre as ondas do mar e o ciclo de vida na terra

mas em mim e no outro _principalmente no outro_ isso não afeta.
VONTADES VAZIAS + CHEIAS DE COISAS. COMO LIDAR COM TAMANHA?

a certeza de que estou e vim mas a vontade de não estar nem ir e assim por diante numa confusão espiral que vai e volta vai e volta vai e volta vai e volta e faz com que
tudo
pareça uma grande mentira.

VEJO O FUTURO E NELE VEJO QUE TODAS AS VIDAS QUE SENTI VIVER FAZEM PARTE DE UMA SÓ. E QUE ESSE “MAIOR” QUE TANTO FETICHIZAMOS É, NADA NAIS NADA MENOS, DO QUE ESTE PRÓPRIO CORPO ENCARANDO INFINITAS VEZESS TODOS OS SEGUNDOS OXIDADOS.
MESMO CORPO MESMA CARA MESMO CABELO
MAS SERES TOTALMENTE DIFERENTES
DEBAIXO DO MESMO SOLLUAMARCURIOVENUSMARTECANCERETC

|
e se tratando de Mim continuo a voltar diversas vezes neste corpo que Me cabe perfeitamente. e eu… só rezo pra que Eu cada vez tome mais espaço, assim lido menos com as minhas dores e mais com a Minha existência.
pequena sempre.
|

e no mato :
espaço com barulhos animalescos e outros seres não-vivos
_podendo ser qualquer lugar_ nos resta a droga. a merda. a luz e o tédio.

só cuidado, rapaz. as vezes a luz vem disfarçada.

_delírios_da_força_artística_I

////se minha lilith e minha lua estão no mesmo signo, significa que eu mostro e não mostro as mesmas coisas?\\\\

Sou o que eu sou _Mesmo sem platéia eu me mantenho na postura dura e lapidada_
Sempre expostA
Mas de vez em quando eu queria sumir.
Irembora,trocardenome,mudarocabelo,falaroutralíngua e apagar de mim a maior parte do que me habita.
Queria zerar minha vida. Me apagar da memória de [quase] todo mundo. ////permito que me guardem aquelas que quero guardar\\\\
Repenso minha carreira com uma intensidade estranha, acredito fielmente que eu poderia largar isso a qualquer momento e n u n c a mais voltar atrás.
Faço isso diariamente.
Será…?

Q U E R O I R E M B O R A

Quero ir embora daqui o mais rápido possível por não aguentar mais a realidade e a história que o aqui carrega.
ApÁticA À vidA
Vida à parte de mim
Canso de viver as coisas de forma cíclica. Tudo se repete e eu já não aguento.|.otneuga oãn áj ue e eteper es oduT .acilcíc amrof ed sasioc sa reviv ed osnaC
Um palco não é mais que isso, um beijo em quem não me acompanha não passa de um beijo, mas entenda:

_NEM_AS_COISAS_SENDO_SOMENTE_O_QUE_SÃO_CARREGAM_QUALQUER_SIGNIFICADO_

O ser por ser é mais vazio que o nada, já que este mostra a ausência de alguma coisa.
Queria virar performance do que sinto e quando sair na rua de moletom me apresentar como
\Outra, prazer\
Sumir e não ter relações pessoais entre eu arte e o resto do mundo. Ser aparição e desaparecer na noite. _Sem shows de dia_Sem luz demais_Mais fumaça, por favor, para que eu me camufle_

Ás vezes nem isso.

Uns reais pra alugar meu espaço e uns trocados pra alimentar meu amor.
Às vezes mais que isso.
Às vezes nada.
Com a vida inteira na minha mão, não vejo futuro em nada apesar de ver futuro demais em tudo.
E o /nada/ volta com uma força bruta. O que foi embora para que ele ficasse?
Será que fui eu?

_entender que sou arte e vario | um mantra diário

CV

EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS

1- Auxiliar de vendas

ITM – Marketing Channel | Campus Representative para Apple Inc. | 2015

Atividades realizadas:

Palestras | Educação e tecnologia, Apple Education no Brasil

Workshops | Aplicativos Itunes U e iBooks Author para professores

iPad Classes | Publicidade, criação de games

 

2- Estágio

House of All | 2016

Atividades realizadas:

Produção de eventos | Gerenciamento do espaço | Fotografia

 

AULAS/PALESTRAS/WORKSHOPS

Montagem de produto visual

Colégio Sion | 2016

Ministradas duas aulas sobre produtos visuais. Os alunos tinham o objetivo de criar banners explicativos sobre as áreas de interesse pra faculdade.

 

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Bacharelado | 2014-2017

Comunicação e Multimeios – PUC-SP

 

PRODUÇÕES EM VIDEOS

Torta de maçã

Curta-metragem independente | 2015 | direção

https://www.youtube.com/watch?v=1Jvd5EHbKZk&feature=youtu.be

 

Eu Fico Loko

Lançamento do livro | 2014 |direção de fotografia

https://www.youtube.com/watch?v=XNXjfFdkk68

Fechamos um cinema | 2015 | direção de fotografia

https://www.youtube.com/watch?v=3V5d65Syz7E

 

Putz! A mala!

Curta independente | 2012 | roteiro, atuação e direção

www.youtube.com/watch?v=zfvgSCrf-MA

 

100 anos de Pinacoteca

Produção da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo | 2005 | atuação

 

Composição da faixa 11 ‘minha turma’

Um Bolo Musical | Teca Oficina de Música | 2005

 

PROJETOS DESENVOLVIDOS

Projeto CantaLu | parceria com Pedro Góes, Fernanda Giusfredi e Julia Meni | 2014 | arranjo musical, atuação, edição de vídeo, gerenciamento da página.

Releitura das cantigas brasileiras.

https://www.youtube.com/channel/UC1emy_eirs9tdSevFGnuMxw

 

Regente sem orquestra | Coordenação Prof. Dr. Abel Rocha e Pedro Messias | 2014 | fotografia e efição de imagem.

 

CURSOS EXTRACURRICULARES

4Act

Teatro musical | 2012

Solista na montagem do musical “Rent”

 

TeenBroadway

Teatro musical | 2011

Protagonista no papel de Ana em cena de O rei Eu

Diversas cenas coletivas dos musicais Legally Blonde, Mamma Mia e Glee.

 

Monitoria e Cia.

Formação de monitores de recreação | 2011

 

Casa do Teatro

Más ou Não, Eis a Questão | 2007

A Pena e a Lei | 2008

As Rosas de Shakespeare | 2009

 

Coro infanto-juvenil da Escola Municipal de Música

Soprano | 2010

 

INSTRUMENTOS MUSICAIS

Violão com José Consani (2009-2010)

Piano com Fernando Castro (2005-2006)

Violino com Adriane Geraldini (2003-2004)